Tamanho do texto

Belo Horizonte e Rio de Janeiro foram as cidades com maior queda no preço de venda, mostra estudo

Reuters

O valor médio do metro quadrado de imóveis para venda em Florianópolis teve alta de 14% no segundo trimestre em relação ao primeiro, a R$ 3.994,60, o maior avanço entre as 11 cidades pesquisadas, informou nesta segunda-feira (1º) o portal imobiliário VivaReal.

De acordo com o levantamento, que considera ímoveis novos e usados, também tiveram as maiores altas, na comparação trimestre a trimestre, Curitiba (+11,5%), Fortaleza (+5,4%), Recife (4,9%) e Porto Alegre (3,7%).

Leia também : Menos pessoas compram imóvel para investir

São Paulo teve o menor avanço, de 0,7%.

Houve queda no preço de venda em Brasília (-3,2%), Rio de Janeiro (-5,2%) e Belo Horizonte (-6,9%).

Segundo o levantamento, o impacto da Copa do Mundo não foi o mesmo entre as cidades pesquisadas.

Leia também : Construtora pode reter chave enquanto comprador não quitar imóvel

"A incerteza causada pelo evento parece ter segurado a demanda em certos mercados. Em Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o preço de venda subiu no primeiro trimestre, mas teve uma queda significativa no segundo, acumulando no semestre uma diminuição no preço dos imóveis", informou em nota o vice-presidente comercial do portal, Lucas Vargas.

Por outro lado, em Florianópolis, Fortaleza e Salvador, os preços do segundo trimestre subiram muito mais do que o crescimento observado no primeiro trimestre.

Leia também : Por que um imóvel pode encalhar na hora da venda?

No semestre, as maiores altas para venda foram em Curitiba (+19%), Florianópolis (+17,4%) e Recife (8,2%). Mas no Rio houve queda de 2,75%, assim como em Belo Horizonte (-2,7%) e Brasília (-1,25%).

Curitiba teve a maior alta para locação

O levantamento mostrou que Curitiba registrou o maior avanço trimestral em termos de locação, com alta de 21,3% entre abril e junho, a R$ 17,92 o metro quadrado médio. Neste caso, o levantamento considerou dados de 13 cidades.

Entre as maiores altas também estão Florianópolis, (+12,9%), Fortaleza (+12%) e Porto Alegre e Goiânia (ambas com alta de 11,1%).

No sentido oposto, as principais quedas trimestrais foram Belo Horizonte (-25,7%) e São Paulo (-1,4%).

Veja como valorizar um imóvel na hora da venda:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.