Tamanho do texto

Marcas como Skoda, Renault e Opel registraram crescimento maior que marcas premium como BMW e Audi

Reuters

As vendas de novos automóveis na Europa voltaram a subir em maio, embora o desemprego elevado tenha contido a demanda, com as vendas de marcas mais populares crescendo mais do que as de modelos luxuosos, mostraram dados divulgados nesta terça-feira (17).

Vendas de automóveis na Europa subiram 4,3% em maio
Divulgação
Vendas de automóveis na Europa subiram 4,3% em maio

As vendas na União Europeia e nos países da Associação Europeia de Livre Comércio subiram 4,3%, para 1,13 milhão de carros, de acordo com a associação das montadoras. Foi o nono mês seguido de aumento das vendas, reforçando os dados que mostram a recuperação do mercado automotivo europeu depois de seis anos em queda.

Marcas como Skoda, Renault e Opel registraram crescimento maior que marcas premium como BMW e Audi, de acordo com dados publicados nesta terça-feira.

Apesar de os dados mostrarem crescimento da demanda por carros de passeio na UE, o nível de entregas foi o segundo menor para o mês de maio desde 2003, disse a associação.

As vendas acumuladas no ano até maio na região de 30 países excluindo Malta subiram 6,6%, para 5,62 milhões de carros, ante 5,27 milhões de unidades no mesmo período de 2013.

Quatro das cinco maiores fabricantes europeias mantiveram crescimento em maio, com ganhos de 5,2% e 7,7% na Alemanha e na Inglaterra, ofuscando a queda de 3,8% da Itália.

As entregas subiram no sul da Europa, região fortemente atingida pela recessão econômica, com crescimento de 17% na Espanha, 37% em Portugal e 42% na Grécia.

- Produção de veículos do Brasil tem 3ª queda anual em maio

As vendas da Skoda, divisão checa da Volkswagen, subiram 23%, as vendas da Renault cresceram 16%, e da Opel, da General Motors, avançaram 6,2%.

Por outro lado, as entregas na segunda maior montadora de luxo do mundo, a BMW, e na Audi, da VW, subiram apenas 1,4% e 4,8%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.