Tamanho do texto

Apesar de expressivo, indicador desanima mercado às vésperas de oferta primária de ações

O crescimento dos ganhos trimestrais do Alibaba caíram para o menor nível em seis anos, algo que poderia esfriar a demanda por ações na oferta primária da companhia chinesa de comércio eletrônico.

A notícia da desaceleração surgiu nesta segunda-feira (16) em documentos regulatórios. Várias outras atualizações devem ocorrer antes do Alibaba completar o processo de oferta primária no fim do verão ou início do outono (do hemisfério norte).

LEIA TAMBÉM: Alibaba anuncia oferta pública de ações nos Estados Unidos

Oferta poderá ser a maior da História da indústria da tecnologia

O Alibaba ainda não especificou quantas ações vai oferecer o quanto buscará levantar. Analistas dizem, entretanto, que a oferta da empresa possa eclipsar a maior da história da indústria de tecnologia,  de US$ 16 bilhões (ou R$ 35,69 bilhões), feita pelo Facebook há dois anos.

Os números apresentados pelo Alibaba à Securities and Exchange Comission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) revelam que a receita do primeiro trimestre subiu 39% em relação ao 2013, para cerca de US$ 1,9 bilhão, (R$ 4,24 bilhões), baseado no câmbio atual do yuan.

Apesar de isso representar um crescimento robusto para muitas companhias, é uma desaceleração significativa para o Alibaba Group Holding Ltd. e uma rede de sites que incluem Taobao e Tmall. As receitas da companhia subiram 62% nos últimos três meses do ano passado.

O crescimento do primeiro trimestre deste ano também marcou a primeira vez que o Alibaba registrou um crescimento abaixo de 40% desde que o Yahoo, Inc. , um de seus principais acionistas, começou a publicar resultados em 2008.

Sinalizando o desapontamento com a performance do Alibaba no primeiro trimestre, as ações do Yahoo caíram 6% nesta segunda (16), para US$ 34,81 (ou R$ 77,65).

Alibaba lucra mais que eBay e Amazon juntas

A fortuna do Yahoo está intimamente ligada com o Alibaba porque a companhia americana detém cerca de 23% da chinesa. Como parte da abertura de capital do Alibaba, o Yahoo vai obter um ganho relâmpago de vários bilhões de dólares com a venda de 208 milhões de ações. O Yahoo continuará a deter outros 315 milhões de ações, ou 14% da companhia.

A queda nas ações do Yahoo indicam que parte dos investidores estão apostando que a abertura de capital do Alibaba não vai gerar tanto dinheiro como o previsto.

O Alibaba ainda é altamente lucrativo, tanto que supera a Amazon.com e o eBay combinados. No ano fiscal encerrado em março, a Alibaba lucrou US$ 3,7 bilhões (R$ 8,25 bilhões) com uma receita de US$ 8,4 bilhões (R$ 18,74 bilhões). Amazon e eBay lucraram, juntos, US$ 3,2 bilhões (R$ 7,1 bilhões) sobre uma receita de US$ 95 bilhões  (R$ 211 bilhões ) durante o mesmo período.

O Alibaba também informou que a estratégia da companhia vai ser controlada por uma parceria consistindo de 27 membros, incluindo 22 pessoas de sua equipe de gestão. A parceria inclui o cofundador do Alibaba, Jack Ma, hoje diretor-executivo, e o presidente-executivo Jonathan Zhaoxi.

A Alibaba também revelou que o cofundador do Yahoo, Jerry Yang, vai voltar ao conselho depois de uma ausência de dois anos. Yang se juntou ao conselho do Alibaba em 2005 após negociar o investimento de US$ 1 bilhão (R$ 2,23 bilhões) do Yahoo na companhia. Ele deixou o posto em 2012 quando saiu do Yahoo.

A representante do Yahoo no conselho do Alibaba, Jacqueline Reses, vai sair assim que a oferta primária for concluílda.

A Yahoo e outro grande acionista da Alibaba, o SoftBank, devem fazer um acordo para apoiar os diretores selecionados pela parceria que controla o Alibaba, de acordo com os documentos submetidos à SEC.