Tamanho do texto

Empresário, ex-dono do Banco Safra, tinha fortuna de R$ 4,9 bilhões

O ex-banqueiro Moise Safra recebe homenagem no Hospital Albert Einstein, ao lado da Mulher, Chella
Eduardo Cesar/Fotoarena
O ex-banqueiro Moise Safra recebe homenagem no Hospital Albert Einstein, ao lado da Mulher, Chella

Moise Safra, ex-dono do Banco Safra, morreu no sábado (14) no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele tinha 79 anos e sofria de Mal de Parkinson e diabetes, mas a causa da morte não foi revelada. Deixa a mulher, Chella Safra, e cinco filhos.

Cerca de 2 mil pessoas acompanharam o enterro, às 12h deste domingo (15) no Cemitério Israelita de São Paulo, segundo um funcionário do local.

Detentor de uma fortuna estimada em US$ 2,2 bilhões, ou cerca de R$ 4,9 bilhões, Moise Safra era o 23º mais rico do Brasil e 613º do mundo, de acordo com a Forbes.

A família Safra é a 2ª mais rica do País, segundo a mesma publicação, com US$ 20,1 bilhões, ou R$ 44,9 bilhões.

LEIA TAMBÉM: Morre Dirce Camargo, mulher mais rica do Brasil

Banqueiro comprou fatia do edifício-sede da GM

Nascido no Líbano, Moise é um dos fundadores Banco Safra, 8º maior do Brasil, com ativos de R$ 131,8 bilhões, segundo dados oficiais.

Moise vendeu sua parcela na instituição ao irmão Joseph, hoje o controlador, em 2006. À época, falava-se em um negócio de R$ 5 bilhões pela metade da que era a décima maior instituição financeira do País.

Uma das últimas grandes operações realizadas por Moise foi a aquisição em 2013, em conjunto com a bilionário chinesa Zhang Xin, de 40% do prédio da sede da General Motors em Manhattan, Nova York . À época da transação, o imóvel foi avaliado em US$ 3,4 bilhões. Os bilionários pagaram cerca de US$ 700 milhões, excluindo dívidas.

Em 2012, Moise comprou o prédio comercial Plantantion Place, em Londres, por R$ 1,5 bilhão .

Veja quais são as famílias mais ricas do Brasil

Família chegou ao Brasil na década de 1950

Originário de uma família síria que desde o século 19 operava com o mercado de câmbio e ouro no Oriente Médio, o pai de Moise e Joseph, Jacob Safra, criou o Jacob Safra Maison de Banque em 1920 em Beirute, no Líbano.

Na década de 1950, Jacob imigrou para o Brasil onde, junto com os filhos, criaria o Banco Safra.

Em 1998, Moise Safra fundou a M. Safra & Co em São Paulo e Nova Yorque, no que foi a primeira empresa de gestão de recursos totalmente independente dos bancos da família.

Em 1999, Edmond Safra, o irmão mais velho, morreu num incêndio criminoso em sua casa em Monte Carlo.

LEIA TAMBÉM: Moise Safra agora acompanha o mercado pelo trabalho dos filhos

Aguarde mais informações

Nota da redação: uma versão anterior desta reportagem havia informado que Moise Safra morrera no domingo (15).


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.