Tamanho do texto

Empresário terá sua participação reduzida para 5% na companhia que foi a joia da coroa do império X

Reuters

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) homologou nesta sexta-feira (13) a aprovação do plano de recuperação judicial da Óleo e Gás Participações , ex- OGX .

Em crise, OGX leiloa produtos; veja lista

A decisão foi tomada pelo juiz Gilberto Clovis Faria Mattos, da 4ª Vara Empresarial do TJ-RJ. O plano de recuperação havia sido aprovado em uma assembleia de credores em 3 de junho e a homologação do plano pela Justiça já era esperada pelo mercado.

Pelo plano de recuperação judicial, credores deverão assumir o controle da companhia e o empresário Eike Batista terá sua participação reduzida para 5%.

Pedido é o maior da América Latina

A companhia de petróleo é autora do maior pedido de recuperação judicial da história da América Latina.

A solicitação foi feita no Rio de Janeiro em 30 de outubro passado , depois que os primeiros poços de petróleo da empresa produziram menos do que o esperado e os investidores perderam confiança na capacidade da empresa honrar pagamentos e financiar novos empreendimentos.

A empresa deve cerca de US$ 5 bilhões a grupos que incluem o fundo Pacific Investment Management (Pimco), a companhia de serviços petrolíferos Schlumberger e sua empresa irmã, a OSX.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.