Tamanho do texto

Segundo pesquisa, valor segurável da seleção germânica é de R$ 4,5 bilhões, acima do R$ 1,6 bilhão da brasileira

Götze dribla Julio Cesar e marca no amistoso da Alemanha contra o Brasil
Alliance Picture
Götze dribla Julio Cesar e marca no amistoso da Alemanha contra o Brasil

A Alemanha tem a seleção mais cara da Copa do Mundo 2014, com um valor segurável de R$ 4,5 bilhões, segundo contas do Lloyd's, que atua no mercado de seguros e resseguros.

O valor é apenas um pouco menor do que a soma dos quatro times do grupo A, no qual estão Brasil (R$ 1,6 bilhão), Camarões (R$ 737,8 milhões), Croácia (R$ 700 milhões) e México (R$ 237,3 milhões).

A segunda seleção mais valiosa, de acordo com o levantamento, é a da Espanha. A atual campeã mundial tem um valor segurável de R$ 2,2 bilhões. Em seguida está o time inglês, com R$ 2 bilhões. O Brasil está em quarto.

De acordo com a Lloyd's, o valor segurável médio de um jogador inglês equivale ao valor total da Costa do Marfim (R$ 497 milhões).

No total, as seleções que disputarão o mundial somam um valor segurável de R$ 23,4 bilhões.

"Considerando os valores de todos os grupos, o Lloyd’s prevê que a final será entre a Alemanha e a Espanha", diz a consultoria, que prevê vitória da seleção alemã.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.