Tamanho do texto

Estudo também revelou que 58,7% das empresas não fizeram novas contratações em decorrência do Mundial

Apenas 11% dos empresários brasileiros tinham intenção de aumentar seus investimentos este ano em função do Copa do Mundo, revelou a pesquisa International Business Report 2014 (IBR), divulgada pela Grant Thornton.

Produtos da Copa estão à venda nos pontos comerciais do País
BBC
Produtos da Copa estão à venda nos pontos comerciais do País

O estudo mostrou também que 88% dos empresários brasileiros não planejavam investir para o Mundial e 58,7% não fizeram novas contratações em decorrência do evento, no primeiro trimestre do ano.

Nos últimos três meses do ano passado, 86,3% não tinham planos para novos investimentos e 53,3% não previam contratar funcionários. A pesquisa foi realizada com gestores de 300 companhias no País no último trimestre de 2013 e primeiro de 2014.

Segundo o levantamento, os setores mais beneficiados, na opinião dos executivos, serão o de turismo (57,7%), construção (18,7%), infraestrutura (7,7), empregos (4%) e investimentos estrangeiros (1,7). Como principais legados para o País, eles apontaram os investimentos em infraestrutura (37,3%) e maior afluxo de turistas (24). 

Mais da metade dos consultados (50,7%) acreditava no início do ano que a Copa do Mundo cria oportunidades para a economia do País cresça. Porém, a fatia de otimistas no último trimestre de 2013 era maior: 64%. 

Produtos do mascote da Copa entram em liquidação nas lojas virtuais:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.