Tamanho do texto

IPC-Fipe encerrou maio em alta de 0,25%

Dos sete grupos pesquisados, dois apresentaram quedas: habitação (de 0,04% para -0,24%) e transportes (de 0,16% para -0,04%)
Thinkstock/Getty Images
Dos sete grupos pesquisados, dois apresentaram quedas: habitação (de 0,04% para -0,24%) e transportes (de 0,16% para -0,04%)

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) – medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, na cidade de São Paulo – encerrou maio em alta de 0,25%, menos da metade do registrado em abril (0,53%). Dos sete grupos pesquisados, dois apresentaram quedas: habitação (de 0,04% para -0,24%) e transportes (de 0,16% para -0,04%).

- Inflação na zona do euro desacelera e Banco Central da Europa deve agir

Os alimentos que têm forte peso sobre a composição inflacionária tiveram alta de 0,73%, abaixo do apurado em abril (1,23%). No grupo despesas pessoais, o índice também indicou expressiva perda de força com variação de 0,59% ante 1%. Em saúde, ainda sob a influência do reajuste dos remédios, em abril, apresentou alta de 0,79%, a maior entre os pesquisados. Porém, houve decréscimo em comparação ao resultado de abril (1,15%).

O grupo vestuário seguiu movimento oposto com avanço de 0,54% ante 0,07% e, em educação, ocorreu ligeira elevação (de 0,08% para 0,14%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.