Tamanho do texto

Presidente também defendeu o aumento do salário mínimo e ressaltou que tarifa de energia teve maior redução da história

Dilma:
Reprodução
Dilma: "Esses aumentos causam incômodos às famílias, mas são temporários"

Em pronunciamento nesta quarta-feira (30) por conta do Dia do Trabalho, a presidente Dilma Rousseff afirmou que os impactos da inflação para as famílias são temporários e a alta de preços continuará sendo "controlada rigorosamente".

-Leia também: Dilma anuncia correção da tabela do Imposto de Renda

"Esses aumentos causam incômodos às famílias, mas são temporários", afirmou Dilma, referindo-se especialmente aos preços dos alimentos.

A presidente também defendeu a política de valorização do salário-mínimo, afirmando existir hoje no País quem critique o aumento da remuneração básica.

Segundo a presidente, nos últimos 11 anos, o salário mínimo cresceu 70% acima da inflação e a alta de preços nesse período foi uma das maiores da História.

Em relação ao setor energético, Dilma disse que a tarifa de energia teve “a maior redução da história”. “A seca baixou o nível dos reservatórios e tivemos de acionar as termoelétricas, o que aumentou muito as despesas. Imaginem se nós não tivéssemos baixado as tarifas de energia em 2013”.

Segundo ela, os investimentos feitos em geração e transmissão de energia permitem hoje ao Brasil “superar as dificuldades momentâneas, mantendo a política de tarifas baixas”

*Com Agência Brasil