Tamanho do texto

Varejista de preços populares escalou artista que cultua o apego ao dinheiro e itens de luxo para atrair jovens da periferia

Uma das figuras mais conhecidas do funk ostentação, MC Guimê é o novo rosto da varejista de moda Empório Alex. A campanha estreou esta semana na mídia nacional, apostando no apelo do funkeiro junto ao público jovem, que é alvo da marca.

Leia também:  Comercial de Roberto Carlos para a Friboi vira piada na internet

Com 30 lojas espalhadas em regiões periféricas da Grande São Paulo, a rede divulga que vende peças com padrão de grife a preços populares. Para isso, convocou o artista que prega aos quatro ventos, em suas músicas, a idolatria por itens de luxo, fama e dinheiro.

MC Guimê, garoto-propaganda da marca Empório Alex
Divulgação
MC Guimê, garoto-propaganda da marca Empório Alex

"Empório Alex. Você lutou pela moda", diz MC Guimê no vídeo da campanha publicitária, ao som de um pancadão.

Leia mais: Roberto Carlos voltará em campanha da Friboi

Em vídeo institucional, a marca identifica-se como "ousada e contemporânea", e pratica preços acessíveis, adequados ao poder aquisitivo da população. "As peças são arrojadas, inspiradas nos lançamentos da Europa e Estados Unidos e, é claro, adaptadas ao gosto do brasileiro".

O logo da rede também parece ter buscado inspiração no exterior. A marca italiana Armani Exchange, opção mais acessível da grife Empório Armani, chama a atenção pela semelhança com a identidade visual da rede brasileira.

Nascido em 1992, MC Guimê fez sucesso com a música "Tá Patrão", o que lhe abriu as portas para outras músicas que o tornaram conhecido na mídia, entre elas "Plaquê de 100" e "Eu Arraso". O funkeiro afirma faturar, em média, de R$ 25 mil a R$ 30 mil por show.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.