Tamanho do texto

Vice-presidente da companhia para a região assegurou que 2014 será um "bom ano" para a empresa, com "negociações constantes"

Reuters

Aeronave Boeing 777
Reprodução
Aeronave Boeing 777

A Boeing prevê atender pelo menos metade da demanda de 2.900 aeronaves prevista para a América Latina nos próximos 20 anos, afirmou o vice-presidente da companhia para a região, Van Rex Gallard.

A demanda por aviões na América Latina será impulsionada por um crescimento anual do tráfego aéreo de 6,9% e por bom desempenho das economias da região, afirmou o executivo, também vice-presidente para África e Caribe da Boeing.

Veja também: Boeing deve participar de plano de incentivo à aviação regional no Brasil

"Temos que capturar no mínimo 50% desse mercado (latino-americano). Seguimos entregando mais aviões que a concorrência, (...) mas precisamos trabalhar no número de encomendas", disse o executivo durante feira de aviação internacional em Santiago, no Chile.

"Este é um mercado extremamente importante para a Boeing (...) e uma vez que os mercados seguem crescendo vão abrir portas para aeronaves maiores", disse o executivo.

Ele assegurou que 2014 será um "bom ano" para a Boeing na América Latina, com "negociações constantes" envolvendo os modelos 737, 777 e 787 para renovação ou ampliação de frotas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.