Tamanho do texto

Economistas debatem se o aumento de empréstimos concedidos aos brasileiros deve ser continuado

Nos últimos nove anos, o crédito no Brasil cresceu cerca de 500% e atinge hoje 55% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. O aumento de empréstimos concedidos impulsionou a entrada de cerca de 40 milhões de brasileiros no mercado de consumo, mas também preocupou por conta do aumento da inadimplência, principalmente nos financiamentos de veículos.

Chegamos a um limite de crescimento? O País já se adaptou à nova realidade?

Para debater a questão, o programa "Desafio" – que, semanalmente, traz dois convidados e os estimula a defender seus pontos de vista sobre um tema polêmico – colocou frente a frente um economista que não vê riscos de descontrole e outro que já alertou para o risco da inadimplência e a pressão inflacionária.

De um lado, Marcel Solimeo, economista-chefe da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). De outro, o economista Celso Grisi, presidente do Instituto Fractal.

A conversa foi gravada no dia 6 de fevereiro deste ano.




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.