Tamanho do texto

O FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 1,32%, para 1.310 pontos

Reuters

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 1,30%, aos 6.604 pontos
Bolsa Europeia
Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 1,30%, aos 6.604 pontos

As ações europeias fecharam em alta nesta terça-feira (25), impulsionadas por expectativas de medidas de estímulo do Banco Central Europeu (BCE) e do banco central da China para ajudar suas economias a enfrentar qualquer desaceleração.

-Leia também: ações europeias fecham em alta, auxiliadas por dados dos EUA

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 1,32%, para 1.310 pontos. Foi a maior alta diária desde que subiu 2% em 4 de março.

Ações ligadas a mineração figuraram entre as maiores altas, avançando por expectativas de que dados fracos sobre manufatura podem levar Pequim a promover o crescimento econômico no maior consumidor de metais do mundo.

As bolsas europeias também foram impulsionadas após o integrante do Conselho do BCE Jens Weidmann afirmar que o banco não descarta comprar empréstimos e outros ativos de bancos para estimular a zona do euro, que está lentamente se recuperando da crise de dívida soberana.

Em LONDRES , o índice Financial Times fechou em alta de 1,30%, aos 6.604 pontos.

Em FRANKFURT , o índice DAX subiu 1,63%, para 9.338 pontos.

Em PARIS , o índice CAC-40 ganhou 1,59%, para 4.344 pontos.

Em MILÃO , o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,95%, para 20.823 pontos.

Em MADRI , o índice Ibex-35 avançou 0,78%, para 9.990 pontos.

Em LISBOA , o índice PSI20 encerrou em alta de 0,82%, para 7.438 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.