Tamanho do texto

Recuperação econômica gradual em Portugal, Espanha e Itália impulsionaram a demanda por marcas voltadas ao consumo de massa

Reuters

As vendas de carros na Europa subiram 7,6% em fevereiro conforme uma recuperação econômica gradual em Portugal, Espanha e Itália impulsionaram a demanda por marcas voltadas ao consumo de massa, mostraram dados do setor nesta terça-feira.

Os emplacamentos de novos carros de passeio na União Europeia e na Associação Europeia de Comércio Livre subiram pelo sexto mês consecutivo para 894.730 veículos em fevereiro, ante 831.371 veículos no mesmo mês do ano passado, segundo dados da Associação Europeia de Montadoras.

Vendas de carros na Europa subiram 7,6% em fevereiro
Divulgação
Vendas de carros na Europa subiram 7,6% em fevereiro

Embora os emplacamentos na Alemanha, o maior mercado automotivo da região, tenham ficado abaixo da média com uma alta de 4,3%, e tenham caído 1,4% na França, o segundo maior mercado de automóveis da Europa, as vendas cresceram dois dígitos em alguns dos países mais atingidos pela crise.

As vendas na Espanha, Portugal e Irlanda subiram 17,8%, 40,2% e 20,6%, respectivamente, num sinal de que uma frágil recuperação na região está ganhando ímpeto.

Na Itália, o quarto maior mercado da região e que se recupera de sua recessão mais longa em 70 anos, as vendas subiram 8,6%.

As vendas da Renault subiram 11,5%, impulsionadas principalmente por um salto de 33,6% nos emplacamentos de sua marca de baixo custo, a Dacia. As vendas da Ford subiram 11,3%, as da Toyota, a maior montadora do mundo em vendas, registraram alta de 14%, enquanto as da General Motors cresceram 12,3%, impulsionadas por uma alta de 15,6% nos emplacamentos de veículos de suas marcas Open e Vauxhall.

Veja também: Venda de veículos usados é 80% maior que o emplacamento de carros novos

A alemã Volkswagen, a maior montadora da Europa em volume, teve um crescimento de 7,2%, puxado por um aumento de 21,5% em sua marca de baixo custo Skoda, um salto de 15,7% nas vendas da marca Seat e um ganho de 11,8% em sua marca de luxo Audi. O desempenho da VW foi pressionado por uma queda de 0,8% nas vendas de sua marca homônima.

A montadora francesa PSA perdeu parte de sua fatia do mercado em fevereiro. As vendas gerais cresceram 3,5%, sustentadas por um aumento nos emplacamentos de sua marca Peugeot, mas as vendas de carros da marca Citröen ficaram praticamente estáveis na comparação anual.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.