Tamanho do texto

Agência estima que governo terá de enfrentar pagamentos de dívida em moeda estrangeira de mais de US$ 20 bilhões

Reuters

Presidente argentina, Cristina Kirchner
STRINGER/CHILE/REUTERS/Newscom
Presidente argentina, Cristina Kirchner

A Moody's rebaixou o rating de crédito soberano da Argentina para "Caa1", com perspectiva estável, citando uma queda significativa das reservas internacionais, que caíram para US$ 27,5 bilhões, ante o pico de US$ 52,7 bilhões em 2011.

-Leia também: desaceleração de crédito de bancos públicos ajudará privados, diz Fitch

A Moody's estima que governo argentino terá de enfrentar pagamentos de dívida em moeda estrangeira de mais de US$ 20 bilhões entre 2014 e 2015, e que o país latino-americano não tem opções de financiamento externo que reduziriam sua dependência das reservas oficiais para pagar a dívida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.