Tamanho do texto

País vive uma crise política que culminou com a deposição do presidente Viktor Yanukovich

Reuters

Ativistas pró-Ocidente se sentam após serem derrotados por ativistas pró-Rússia durante confrontos em Kharkiv, Ucrânia
AP
Ativistas pró-Ocidente se sentam após serem derrotados por ativistas pró-Rússia durante confrontos em Kharkiv, Ucrânia

A crise na Ucrânia pode afetar o preço dos alimentos em março e causar volatilidade do mercado no futuro próximo, a menos que a situação melhore, disse um economista da agência da ONU para alimentos nesta quinta-feira (6).

Veja também: Negociações de grandes potências sobre Ucrânia avançam pouco

"A situação na Ucrânia não teve um impacto no nosso índice no mês passado. Suas implicações, se houve alguma, serão sentidas neste mês", disse o economista sênior da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês) Abdolreza Abbassian. "As coisas podem voltar ao normal uma vez que melhore a situação na Ucrânia. Caso contrário, pode haver mais volatilidade nos mercados no futuro próximo", completou.

A Ucrânia vive uma crise política que culminou com a deposição do presidente Viktor Yanukovich pelo Parlamento do país.

O índice de preços dos alimentos da FAO, que mede as mudanças de preços de uma cesta de cereais, oleaginosas, laticínios, carne e açúcar, subiu em fevereiro no maior salto desde meados de 2012. O índice passou para a média de 208,1 pontos em fevereiro, 5,2 pontos acima do índice de 202,9 registrado em janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.