Tamanho do texto

Pela primeira vez em quase três anos, a produção subiu nas quatro grandes economias do bloco

Reuters

O crescimento da atividade industrial na zona do euro desacelerou no mês passado ante a máxima de dois anos e meio vista em janeiro. Mas, pela primeira vez em quase três anos, a produção subiu em todas as quatro grandes economias do bloco, mostrou nesta segunda-feira (3) a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

A expansão generalizada foi de novo liderada pela Alemanha, enquanto a França garantiu crescimento na produção. Espanha e Itália se recuperaram com força.

LEIA MAIS:  Dólar e euro estão em falta após alta de IOF no cartão

O PMI final de indústria do Markit para a zona do euro atingiu 53,2 no mês passado, ante preliminar de 53,0, mas abaixo dos 54,0 de janeiro – que havia sido o maior nível desde maio de 2011. Leitura acima de 50 indica crescimento da atividade.

O subíndice de produção caiu para 55,3 ante máxima de 33 meses em janeiro, de 56,7.

Expansão foi liderada pela Alemanha
Istockphoto
Expansão foi liderada pela Alemanha

"A queda no PMI da indústria, a primeira em cinco meses, é uma decepção e uma lembrança da natureza hesitante da nascente recuperação da região", disse Chris Williamson, economista-chefe do Markit.

"Entretanto, não devemos perder de vista o fato de que esta é a segunda leitura mais forte que a zona do euro teve por quase três anos."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.