Tamanho do texto

Para cada 10% de trabalhadores que ficarem em casa, haverá perda correspondente a 0,3% do PIB

Cálculo de perdas na Copa tomou por base a produção diária nos vários setores econômicos
Fifa/Divulgação
Cálculo de perdas na Copa tomou por base a produção diária nos vários setores econômicos

Um estudo feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) estima que o Brasil pode deixar de produzir, em um mês, o equivalente R$ 30 bilhões durante os 64 feriados previstos para as 12 cidades que vão sediar os jogos da Copa do Mundo, em junho e julho deste ano.

- Leia também: confira voos internacionais mais baratos que viagens pelo Brasil durante a Copa

Para cada 10% de pessoas [trabalhadores] que ficarem em casa [de folga em dias de jogos], haverá perda correspondente a 0,3% do PIB (Produto Interno Bruto)”, disse o assessor econômico da FecomercioSP, Fábio Pina.

De acordo com ele, o cálculo tomou por base a produção diária nos vários segmentos econômicos, incluindo o comércio, os serviços, a indústria e a agricultura.

O levantamento da Fecomercio SP também indicou que, nas empresas onde não houver dispensa de funcionários em dias de jogos, os gastos adicionais na folha de pagamento poderão atingir R$ 135 bilhões.

O valor inclui os encargos trabalhistas e as horas extras em dias de feriados, quando os empregados têm direito a receber o dobro do que ganham em dia normal de trabalho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas