Tamanho do texto

Assim como ocorreu nas bolsas europeias, o mercado brasileiro reagiu positivamente ao discurso de Janet Yellen, presidente do Federal Reserve

Reuters

Tranquilizados após o discurso da nova presidente do Federal Reserve (FED) , o banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen, investidores voltaram a comprar ações na Bovespa nesta terça-feira (11), cujo principal índice subiu puxado pelas blue chips Petrobras e Vale.

O Ibovespa subiu 1,58%, a 48.462 pontos. O giro financeiro do pregão foi de R$ 6,5 bilhões.

Janet, nova toda-poderosa do banco central americano, agradou o mercado, inclusive o brasileiro
AP
Janet, nova toda-poderosa do banco central americano, agradou o mercado, inclusive o brasileiro

A divulgação do discurso de Janet como principal executiva do Federal Reserve, antes de sua audiência na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, levou a Bovespa a devolver brevemente alta de mais cedo.

Contudo, o índice logo recuperou terreno diante da avaliação de que não houve grandes mudanças no discurso do antecessor no Fed, Ben Bernanke.

Janet disse que a recuperação do mercado de trabalho "está longe de ser completa" apesar da queda no desemprego, acrescentando que o Fed espera seguir reduzindo gradualmente seu programa de estímulos devido a melhoras mais amplas na economia. A compra de ativos tem sido favorável aos fluxos de liquidez para países emergentes como o Brasil.

"A fala mostrou que ela vai manter o trabalho na mesma linha. Seria negativo se fosse algo diferente, porque é preciso ter a sensação de continuidade e credibilidade e o mercado fica muito atento a essas mudanças", disse o operador de renda variável Rudimar Joner Filho, da Banrisul Corretora.

Essa leitura levantou as bolsas norte-americanas e os investidores da Bovespa aproveitaram para compra papéis que sofreram mais cedo neste ano, disse Joner Filho. Um exemplo foi a preferencial da Petrobras, que subiu 2,4%, a R$ 14,96.

A mineradora Vale e a companhia de bebidas Ambev foram outras fortes influências positivas para o Ibovespa. Percentualmente, BB Seguridade e Sabesp apareceram entre as maiores valorizações.

A empresa de seguros, previdência e capitalização do Banco do Brasil agradou ao divulgar lucro líquido ajustado de R$ 707,4 milhões para o quarto trimestre, 50% a mais que no mesmo período do ano anterior.

"Os fortes resultados em 2013 devem preparar o caminho para outro bom ano em 2014", disseram analistas do BTG Pactual em nota a clientes. "As estimativas para 2014 também sinalizam um crescimento forte e continuado, nos deixando confortáveis com nossa visão favorável da ação", completaram.

A Sabesp avançou antes da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) divulgar propostas para o preço máximo inicial e fator de eficiência, como parte do processo de revisão tarifária da companhia de saneamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas