Tamanho do texto

Kimberly-Clark Brasil deverá recolher 1,4 milhão de caixas do produto fabricado com um aplicador que pode causar desconforto ou dor às usuárias

Agência Estado

Absorventes da marca Intimus incluídos no recall
Divulgação
Absorventes da marca Intimus incluídos no recall

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça (MJ) informa que a Kimberly-Clark Brasil Indústria e Comércio de Produtos de Higiene Ltda. protocolou "Campanha de Chamamento" (recall) para recolher o absorvente interno com aplicador de nomes Intimus e Intimus Evolution. Segundo o MJ, a campanha iniciada nesta quarta-feira (18) envolveu 1,479 milhão de caixas do produto. Os absorventes foram fabricados entre janeiro de 2011 e março 2013.

A fabricante informou que o defeito constatado é que "o aplicador do absorvente pode apresentar as pétalas da sua extremidade abertas", o que pode causar "desconforto ou dor às consumidoras durante a aplicação". O ministério destaca que o Código de Defesa do Consumidor determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. Se houver dificuldade na reposição, a recomendação é procurar um dos órgãos de proteção e defesa do consumidor.

Leia também: Absorventes o.b. somem das lojas nos EUA

Um aviso disponível na página da Kimberly-Clark na internet informa que as consumidoras que tiverem os absorventes com aplicador, fabricados entre janeiro de 2011 a março de 2013 e verificarem que a extremidade do aplicador está com as pétalas abertas, devem suspender a sua utilização. Nesse caso, orientação é ligar para o telefone 0800-7095599, das 8 horas às 18 horas, de segunda à sexta-feira, ou entrar em contato por meio do site da empresa .