Tamanho do texto

Entre os destaques, está o recorde da produção bruta de gás natural no País no ano passado

Agência Estado

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou nesta segunda-feira (29) o Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo 2013. A publicação contém dados informados anteriormente pela agência, já que o período de coleta se encerra em dezembro de 2012. O anuário traz informações detalhadas e apresenta um histórico desde 2003.

-Veja também: produção de gás no Brasil deve triplicar até 2020, diz ANP

Entre os destaques, a ANP apontou, em comunicado à imprensa, o recorde da produção bruta de gás natural no Brasil, que atingiu 70,8 milhões de metros cúbicos/dia —um incremento de 7,3% em relação a 2011— além da expressiva redução de queimas e perdas (-17,8%) e do volume de gás reinjetado nos poços (-12,3%).

Outro destaque foi aumento de investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento, que chegou a R$ 1,2 bi em 2012
Agência Petrobras
Outro destaque foi aumento de investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento, que chegou a R$ 1,2 bi em 2012

O ano de 2012 também mostrou um significativo aumento da produção de petróleo e gás do pré-sal, que em dezembro atingiu, respectivamente, 247 mil barris/dia e 7,9 milhões de metros cúbicos/dia.

Outro destaque foi o aumento de investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que alcançou R$ 1,2 bilhão em 2012. No ano passado, também as participações governamentais bateram recordes e atingiram R$ 31,8 bilhões, diz a ANP. Do total, os royalties representaram R$ 15,6 bilhões e as participações especiais, R$ 15,9 bilhões.

No segmento de refino, a produção de derivados assinalou 2,02 milhões de barris/dia, alta de 6,5% em relação a 2011. No abastecimento, em comparação com 2011, as vendas de combustíveis cresceram em um ritmo mais acelerado (6,1%) no Brasil, com destaque para o aumento de 11,9% do volume de gasolina C comercializado, em contraste com a queda de 9,6% nas vendas de etanol hidratado, relata o comunicado da ANP.