Tamanho do texto

Michael Dell pretende flexibilizar as regras de votação para ajudá-lo a vencer sua batalha

Reuters

Michael Dell
Justin Sullivan/Getty Images
Michael Dell

O fundador da Dell, Michael Dell, está tentando flexibilizar as regras de votação para ajudá-lo a vencer sua batalha para transformar a fabricante de PCs em uma empresa fechada e ofereceu 10 centavos a mais por ação para adoçar seu lance de US$ 24 bilhões pela companhia.

A nova proposta prevê que a oferta precise de uma maioria de votos dos acionistas não cadastrados para ser aprovada. Antes, os compradores precisavam obter respaldo majoritário de todos os detentores de títulos independentes, participantes ou não da votação.

Leia mais: Michael Dell aposta fortuna para fechar capital de sua empresa

A mudança daria a Michael Dell e à empresa de private equity Silver Lake Partners uma vantagem sobre o investidor bilionário Carl Icahn e vários outros investidores.

"Isso é muito relevante", disse Larry Hamermesh, professor de direito empresarial em Widener University School of Law, em Wilmington, Delaware. "Significa que as ações que não comparecem não contam, enquanto antes elas contavam."

As ações da Dell subiram 1,8%, para US$ 13,11 na negociação pré-mercado na quarta-feira. A Dell adiou uma votação dos acionistas pela segunda vez para 2 de agosto e disse que a nova proposta seria considerada por seu comitê especial de diretores independentes.