Tamanho do texto

No acumulado do ano, houve criação líquida de 826.168 vagas de empregos formais. O resultado do 1º semestre é o pior desde 2009, quando o saldo do período foi de 397.936

Agência Estado

Criação de empregos formais no primeiro semestre foi a pior desde 2009
Agência Brasil
Criação de empregos formais no primeiro semestre foi a pior desde 2009

O saldo líquido de empregos formais gerados em junho foi de 123.836 vagas, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O saldo de junho é resultado de 1.772.194 admissões e de 1.648.358 demissões. A geração de empregos em junho foi 2,82% maior do que em junho de 2012, pela série sem ajuste.

Veja também: Alta rotatividade dos jovens no mercado de trabalho prejudica economia

No acumulado do ano, houve criação líquida de empregos formais de 826.168 vagas. O resultado do primeiro semestre é o pior desde 2009, quando o saldo do período foi de 397.936.