Tamanho do texto

Discussões focam no progresso fiscal da Grécia antes que o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, reúna-se com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama

Reuters

Premiê grego, Antonis Samaras
ASSOCIATED PRESS/AP
Premiê grego, Antonis Samaras

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jack Lew, pediu à Grécia neste domingo (21) para perserverar com as rígidas reformas econômicas, durante viagem de um dia para Atenas, designada para demonstrar o apoio de Washington ao país em crise.

As autoridades do governo grego disseram que as discussões de Lew focam no progresso fiscal da Grécia antes que o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, reúna-se com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em Washington, em 8 de agosto.

Leia mais: Guido Mantega se prepara para criticar EUA em reunião do G20 em Moscou

"Nós reconhecemos as decisões difíceis e os sacrifícios compartilhados dos últimos anos", disse Lew a repórteres após encontrar Samaras no Museu Acrõpolis.

"É claro que a estrada adiante ainda é desafiadora. Reformas contínuas serão essenciais para estabeler a base para o crescimento sustentável", acrescentou ele.

A Grécia depende do Fundo Monetário Internacional (FMI), com base em Washington, e da União Europeia (UE) para conseguir fundos de resgate a fim de manter-se firme, à medida que se esforça para sair da pior crise econômica desde a Segunda Guerra Mundial.


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.