Tamanho do texto

Presidente do Banco do Japão disse que a política de relaxamento monetário está claramente funcionando para solidificar a recuperação econômica do país

Agência Estado

Haruhiko Kuroda, presidente do BoJ
AP
Haruhiko Kuroda, presidente do BoJ

O presidente do Banco do Japão (BoJ), Haruhiko Kuroda, disse neste sábado (20) que a política de relaxamento monetário agressivo do banco central está claramente funcionando para solidificar a recuperação econômica do país, mas reiterou que ainda é muito cedo para discutir como o BoJ vai abandonar essa política no futuro.

Leia mais: Banco do Japão anuncia plano agressivo de relaxamento monetário

"Só se passaram pouco mais de três meses desde que adotamos a chamada política de relaxamento monetário quantitativa e qualitativa", afirmou Kuroda em uma entrevista à imprensa conjunta com o ministro das Finanças japonês, Taro Aso. "A política de relaxamento monetário quantitativa e qualitativa foi introduzida para alcançar nossa meta de 2% de inflação em cerca de dois anos, portanto considero prematuro ter qualquer discussão detalhada sobre o abandono dessa medida.

"Os comentários de Kuroda, feitos após o fim da reunião de dois dias dos chefes de finanças do G-20, ressaltaram a postura do BoJ de seguir com agressivo relaxamento monetário para encerrar os 15 anos de deflação do Japão. Aso afirmou que pretende levar adiante o plano para elevar o imposto sobre vendas de 5% para 8% em abril e para 10% em 2015. "Quero executar o plano como planejado", disse ele. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.