Tamanho do texto

Negociações foram intermediadas pelo governo Hollande; EDF entrará no negócio

Agência Estado

A produtora de alumínio alemã Trimet concordou em assumir o controle de duas unidades francesas que a Rio Tinto estava considerando fechar, um plano que estava enfurecendo o governo francês, que luta para conter o declínio da indústria pesada no país.

Trimet, a maior produtora de alumínio da Alemanha, se uniu à empresa de serviços de energia Électricité de France (EDF) para comprar as unidades da Rio Tinto depois do término de negociações que levaram mais de um ano e foram intermediadas pelo governo francês.

A Trimet ficará com 65% da fundição de alumínio da Rio Tinto em Saint-Jean-de-Maurienne, no leste da França, e da fabricante de fios de alumínio em Castelsarrasin, no sudoeste do país, enquanto a EDF terá uma participação de 35%.

O banco de investimento estatal francês BPI poderá, mais tarde, ter uma participação minoritária. As partes não revelaram o valor pago pela aquisição.

A salvação das duas unidades e seus 500 empregos é um resultado positivo para o governo do presidente François Hollande, que está sob pressão para reduzir a taxa de desemprego e impulsionar a economia do país, que entrou em profunda recessão na virada do ano.

Fonte: Dow Jones Newswires.