Tamanho do texto

Nos primeiros cinco meses, também cresceram as aprovações para financiamento a novos projetos e as consultas por novos financiamentos, com altas de 21% e 9%, respectivamente

Agência Estado

BNDES desembolsou R$ 73 bilhões entre janeiro e maio
SXC
BNDES desembolsou R$ 73 bilhões entre janeiro e maio

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) desembolsou R$ 73 bilhões entre janeiro e maio, com alta de 67% na comparação com igual intervalo do ano passado. No período, todos os setores apoiados pelo banco de fomento tiveram aumento nos valores desembolsados, informou a instituição por meio de comunicado nesta quinta-feira (11).

Nos primeiros cinco meses, também cresceram as aprovações para financiamento a novos projetos (R$ 70,7 bilhões) e as consultas de empresas por novos financiamentos (R$ 102,7 bilhões), com altas de 21% e 9%, respectivamente.

Segundo o BNDES, os resultados positivos indicam manutenção no ritmo de investimentos na economia brasileira. A tendência ganhou destaque em maio, quando o banco liberou R$ 18,6 bilhões, aumento de 93% na comparação com maio de 2012, e as consultas por financiamentos atingiram R$ 32,1 bilhões, expansão de 62%.

Entre os diferentes setores financiados pelo BNDES até maio, o maior crescimento relativo foi na indústria, com salto de 123% nas liberações ante igual intervalo de 2012, para R$ 25,8 bilhões. As operações das linhas BNDES Finame totalizaram R$ 29,5 bilhões, alta de 87% na mesma base comparativa.

Os desembolsos para infraestrutura alcançaram R$ 20,7 bilhões, crescimento de 19% no acumulado de janeiro a maio. As aprovações do BNDES no setor acumularam R$ 25 bilhões este ano, até maio, com alta de 92% em relação às aprovações de mesmo período do ano passado.

Veja também: Patrimônio do BNDES recua 38%

As liberações a comércio e serviços, por sua vez, somaram R$ 18,4 bilhões no acumulado do ano, alta de 66%. Com isso, o setor já responde por 25% dos desembolsos totais do BNDES.

Para as micro, pequenas e médias empresas, o BNDES liberou R$ 27,4 bilhões entre janeiro e maio, resultado 60% superior ao registrado no ano passado. O grupo respondeu por 38% das liberações totais.

PSI

Os desembolsos do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do BNDES atingiram R$ 36,5 bilhões entre janeiro e maio. Mais de 50% do total (R$ 18,7 bilhões) destinou-se às micro, pequenas e médias empresas. Ainda de acordo com o banco, as operações do PSI dispararam 285% este ano, financiando a aquisição de máquinas e equipamentos, bens de capital e projetos de inovação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.