Tamanho do texto

Em junho, elevação havia sido de 0,43%. Inflação continua sendo foco de preocupação

Reuters

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) subiu 0,26% na primeira prévia de julho, ante elevação de 0,43% no mesmo período de junho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira. O IGP-M fechou junho com alta de 0,75%, ante estabilidade em maio.

Leia também: Copom mostra preocupação com inflação

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel. A primeira prévia do IGP-M calcula as variações de preços no período de 21 a 30 de junho.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que responde por 60% do índice geral, teve alta de 0,21%, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30%, avançou 0,04%.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com peso de 10% no índice geral, registrou elevação de 1,01%.

A inflação continua sendo foco de preocupação. Embora o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) tenha desacelerado em junho para 0,26%, a inflação acumulada em 12 meses foi a 6,70%, maior desde 2011 e acima do teto da meta do governo --de 4,5%, com margem de dois pontos percentuais para mais ou menos.

O resultado corroborou a expectativa de manutenção do ritmo de aperto monetário pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que se reúne na quarta-feira (10) para decidir sobre o nível da Selic, atualmente em 8%.

Pesquisa da Reuters mostrou expectativa entre os economistas de elevação em 0,5 ponto percentual.

(Por Roberta Vilas Boas)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.