Tamanho do texto

Clima favorável e cotações elevadas no exterior possibilitaram alta comercialização

Agência Estado

Grãos de soja são colhidos no serrado
AE
Grãos de soja são colhidos no serrado

O décimo levantamento de safra divulgado nesta terça-feira (9) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirma recordes históricos para as lavouras de soja em área cultivada, produção e produtividade.

Os técnicos da estatal atribuem o desempenho ao clima favorável e também ao elevado nível das cotações internacionais, que possibilitou boa rentabilidade na comercialização antecipada da oleaginosa.

Leia também: Importações de soja pela China deverão ser recorde em 2013 e 2014

Conforme a Conab, a área plantada com soja atingiu um recorde de 27,721 milhões de hectares, um incremento de 10,7% em relação à safra anterior.

Os técnicos observam que os problemas observados durante o desenvolvimento vegetativo - como o atraso do plantio em função da chegada tardia das chuvas, a ocorrência de um clima úmido durante a colheita e também a incidência da ferrugem, especialmente nas lavouras da região Centro-Oeste - não trouxeram comprometimentos graves para a produtividade.

Os técnicos salientam que em determinado momento da safra era difícil imaginar a possibilidade de que se pudesse superar a marca histórica alcançada no ano passado, quando o rendimento médio das lavouras em todo o país atingiu 44,18 sacas por hectare.

O bom desempenho reflete, em grande parte, o crescimento da produtividade na região Sul, que subiu 15,1%, para 50,1 sacas por hectare.

"Essa performance fez a produtividade nacional atingir a média de 48,7 sacas por hectare, representando um recorde de crescimento e um superávit de 10,8% em relação à obtida em 2012", dizem os técnicos.

A produção nacional de soja é estimada em um patamar histórico de 81,456 milhões de toneladas, volume 22,7% superior ao colhido na safra anterior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.