Tamanho do texto

Objetivo é ter foco no crescimento de longo prazo, afirmou a diretora-gerente do FMI

Agência Estado

O ritmo dos cortes orçamentários deve ser moderado na Europa e nos Estados Unidos para que se possa concentrar mais no crescimento de longo prazo, afirmou a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde neste domingo (7).

Leia também: Chefe do FMI diz que fundo pode cortar previsão do crescimento global

Durante uma conferência econômica na cidade de Aix-En-Provence, no sul da França, a autoridade disse que "é necessário modular o ritmo dessa consolidação".

Segundo Lagarde, o processo chamado de "sequestro" nos EUA foi "totalmente inadequado" porque os cortes no orçamento estavam sendo feitos de forma "cega", o que poderia prejudicar setores que são necessários para o crescimento de longo prazo.

Perguntada sobre potenciais erros que o FMI teria cometido ao forçar a Grécia a rapidamente reduzir a dívida e os déficits, Lagarde disse que "um certo número de elementos não foi levado em conta, incluindo o multiplicador".

O FMI admitiu anteriormente que calculou de forma errada o chamado multiplicador, que é o efeito que um aumento ou um corte nos gastos do governo pode ter sobre a economia mais ampla.

Com informações da Market News International .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.