Tamanho do texto

Objetivo é dissipar incertezas cujo comportamento imprudente causou crise de crédito

Reuters

Supervisores bancários globais estão acelerando os trabalhos de regras mais duras de capital para os maiores bancos do mundo, em uma tentativa de dissipar parte das incertezas regulatórias no setor cujo comportamento imprudente causou uma crise de crédito.

-Veja também: Brasil e Rússia acertam pontos para fortalecer parceria entre os dois países

O Comitê de Basileia, feito de supervisores bancários de cerca de 30 países, disse nesta quarta-feira (3) que irá finalizar suas novas regras para os principais bancos globais em novembro, um ano antes do que o planejado anteriormente, para que os bancos tenham mais tempo para se preparar.

Início da aplicação das regras

As regras aplicadas são importantes em parte porque irão ajudar a definir uma sessão dos chamados bancos globais sistemicamente importantes (GSIBs, na sigla em inglês) e quanto de capital extra eles necessitam para se manter. O início da aplicação das regras está previsto para 2016, com o cumprimento integral em 2019.

Líderes das maiores economias do mundo (G20) aprovaram o novo regime por cerca de 30 dos maiores bancos do mundo em novembro de 2011, após instituições terem sido resgatadas por governos na crise financeira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.