Tamanho do texto

e acordo com o HSBC, as indústrias e as empresas de serviços tiveram níveis mais altos de produção. No setor se serviços, houve aumento em quatro das seis categorias monitoradas

Agência Estado

O índice PMI composto do Brasil medido pelo HSBC ficou em 51,1 em junho, de 51,2 em maio, marcando o décimo mês consecutivo de alta. Já o Índice de Atividade de Negócios do setor de serviços, sazonalmente ajustado, ficou em 51.0 em junho.

"Exceto pelo terceiro trimestre de 2012, as empresas registraram o pior trimestre desde o segundo trimestre de 2009, quando o setor contraiu. Em resumo, os últimos indicadores reforçaram os sinais de crescimento fraco no segundo trimestre de 2013", disse o economista-chefe do banco, André Lóes.

Veja também: Atividade industrial do Brasil fica estável em junho, aponta HSBC

De acordo com o HSBC, as indústrias e as empresas de serviços tiveram níveis mais altos de produção. No setor se serviços, houve aumento em quatro das seis categorias monitoradas. Além disso, o setor de serviços contratou mais pessoal em junho.

Em relação à inflação, as pressões continuaram sendo percebidas no setor privado em junho, tanto nos preços de insumos quanto de produtos e os fabricantes disseram que houve aumento generalizado das matérias-primas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.