Tamanho do texto

Segundo entidade, vendas de gasolina cresceram 4,5% e diesel, 5,4%

Agência Estado

Competitividade. Em maio, governo federal zerou a cobrança de PIS/Cofins sobre o etanol
Getty Images
Competitividade. Em maio, governo federal zerou a cobrança de PIS/Cofins sobre o etanol

As vendas de etanol cresceram 14,5% entre janeiro e maio deste ano frente ao mesmo período de 2012, segundo dados divulgados do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom). A entidade informou ainda que as vendas de gasolina cresceram 4,5% e diesel, 5,4% até maio.

Veja também: Vantagem de abastecer com etanol é a maior em dois anos, segundo Fipe

O presidente do Sindicom, Alisio Vaz, destacou que o consumo de etanol apresenta uma recuperação mais forte, motivada pelo aumento da produção e preços mais competitivos. Além disso, o governo federal zerou em maio a cobrança de PIS/Cofins sobre o produto. O consumo de combustíveis em geral, segundo ele, cresce acima do Produto Interno Bruto (PIB), impulsionado também o ingresso dos consumidores classe C no mercado.

Vaz informou que a entidade vai propor à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) uma regra única para a regulação de estoques de combustíveis no País, envolvendo o refino e a distribuição. "Atualmente, a ANP tem trabalhado em uma legislação sobre esse tema", afirmou.

Mais: Preço do etanol cai em 18 Estados na semana, segundo ANP

Ele explicou que o setor tem experiência na gestão dos estoques, mas admite que o forte crescimento da demanda no País trouxe novas exigências. A proposta do Sindicom é que as refinarias e as distribuidoras façam parte de uma única resolução da ANP. "A diretoria da ANP já viu com bons olhos essa ideia de resolução única", revelou o executivo. Em abril, a ANP colocou para consulta pública uma medida sobre a manutenção de estoques de combustíveis no segmento de distribuição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.