Tamanho do texto

Desconsiderando dívidas com financiamento imobiliário, no entanto, percentual ficou estável

Em abril, a dívida total das famílias equivalia a 44,46% da renda acumulada nos últimos 12 meses
Thinkstock/Getty Images
Em abril, a dívida total das famílias equivalia a 44,46% da renda acumulada nos últimos 12 meses

O endividamento das famílias com o sistema financeiro continua a subir. De acordo com dados do Banco Central (BC), em abril, a dívida total das famílias equivalia a 44,46% da renda acumulada nos últimos 12 meses.

-Veja também: brasileiros têm endividamento recorde no primeiro trimestre, apura BC

Esse indicador vem crescendo desde o início da série histórica do BC, em janeiro de 2005. O resultado de abril é recorde da série.

Desconsiderando o endividamento com financiamento imobiliário, o percentual ficou estável entre março e abril em 30,47%.

O patamar mais elevado desse indicador, sem o crédito imobiliário, foi registrado em agosto de 2012 (31,49 %). No início da série histórica, estava em 15,29%.

Os técnicos do BC costumam argumentar que o maior endividamento é decorrente do crescimento do crédito imobiliário. Para o BC, as famílias estão trocando dívidas de consumo por aquisição de patrimônio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.