Tamanho do texto

Ministro das Finanças alemão afirmou que o Fundo Monetário Internacional não foi criado para ajudar permanentemente a União Europeia a resolver seus problemas financeiros

Agência Estado

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble
AFP
O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schauble

O Fundo Monetário Internacional (FMI) não foi criado para ajudar permanentemente a Europa a resolver seus problemas e deveria voltar a concentrar-se em seus objetivos centrais no longo prazo, uma vez que os programas de auxílio estatal foram concluídos, disse o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, ao jornal Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung.

Leia mais: BC Europeu deve reduzir liquidez na zona do euro

Entretanto, Schäuble disse que a participação do FMI foi apropriada no pacote de resgate para a Grécia, como parte da troica, que inclui também a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu (BCE). "Nenhuma outra instituição tem tanta expertise no que se refere a problemas de dívida soberana e programas de reforma", afirmou Schäuble, segundo o jornal. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.