Tamanho do texto

Segundo o Ibre, as empresas que disseram não ter planos de investir alcançaram 17%, acima, portanto, dos 16% registrados em 2012

Agência Estado

O resultado da sondagem feita pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getulio Vargas, para os meses de abril e maio, mostra um nível de investimento moderado, semelhante ao resultado de 2012.

Segundo o Ibre, as empresas que disseram não ter planos de investir alcançaram 17%, acima, portanto, dos 16% registrados em 2012, mas inferior, no entanto, do que a média dos últimos dez anos, de 21%. A substituição de máquinas foi citada por 18%, 1 ponto porcentual menor que o resultado de 2012.

O aumento da eficiência produtiva é o que mais motiva planos de investimentos em 2013, diz o Ibre. De acordo com o levantamento, 33% dos consultados responderam que pretendem investir para aumentar a eficiência. A expansão da capacidade de produção vem em seguida, citada por 32% das empresas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.