Tamanho do texto

Registraram decréscimo em suas taxas de variação de preços os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,72% para 0,60%) e Despesas Diversas (0,20% para 0,01%)

Agência Estado

Variação dos preços do grupo Alimentação saiu de 0,36% para 0,65% na primeira leitura de junho
Reuters
Variação dos preços do grupo Alimentação saiu de 0,36% para 0,65% na primeira leitura de junho

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) ficou em 0,48% na primeira quadrissemana de junho, informou Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, 10. O resultado ficou 0,16 ponto porcentual acima do registrado na última leitura de maio, quando o índice subiu 0,32%.

Veja também: Inflação medida pelo IGP-M sobe 0,43% na primeira prévia de junho, apura FGV

Seis das oito classes de despesa analisadas para cálculo do IPC-S apresentaram acréscimo em suas taxas de variação de preços, na passagem da última prévia de maio para a primeira leitura deste mês. São elas: Alimentação, que saiu de 0,36% para 0,65% no período; Habitação (de 0,39% para 0,59%); Transportes (de -0,19% para 0,01%); Vestuário (de 0,91% para 1,12%); Educação, Leitura e Recreação (0,28% para 0,35%) e Comunicação (0,10% para 0,27%).

Registraram decréscimo em suas taxas de variação de preços os grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,72% para 0,60%) e Despesas Diversas (0,20% para 0,01%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.