Tamanho do texto

Dos sete grupos pesquisados, cinco tiveram alta, um manteve-se estável e um teve queda

Agência Estado

O Índice de Custo de Vida da Classe Média Paulistana (ICVM) registrou alta de 0,27% em maio, apontam os dados divulgados nesta quinta-feira (6) pela Ordem dos Economistas do Brasil (OEB). No acumulado de 12 meses até maio, o ICVM subiu 5,89%.

Para efeito de comparação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) —indicador oficial de inflação— acelerou 6,40% em 12 meses até abril. O ICVM é feito em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

De acordo com a assessoria da OEB, o índice foi relançado em junho com nova metodologia, abrangendo um número maior de faixas salariais.

Agora, o ICVM analisa famílias que recebem entre dez e 39 salários-mínimos, o que, de acordo com a Ordem, representam 20% da população de São Paulo e correspondem às classes sociais B1 e B2, na classificação da Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa (Abep).

Dos sete grupos analisados pela pesquisa —Habitação, Alimentação, Transportes, Despesas Pessoais, Saúde, Educação e Vestuário—, cinco tiveram alta, um praticamente manteve-se estável e um registrou queda.

As principais altas foram dos grupos Saúde (+0,80%), Despesas Pessoais (+0,53%) e Habitação (+0,24), que, segundo comunicado, representaram juntos 83,3% de elevação no ICVM em maio.

As outras duas altas foram de Vestuário (0,87%) e Alimentação (0,11%). Educação manteve-se praticamente estável, com ligeira alta de 0,01%. Já Transportes teve queda de 0,12%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.