Tamanho do texto

Documento também informa que a política monetária deve contribuir para a consolidação de um ambiente macroeconômico favorável em horizontes mais longos

Agência Estado

Crédito terá expansão moderada, diz Ata do Copom
SXC
Crédito terá expansão moderada, diz Ata do Copom

O Comitê de Política Monetária (Copom) destaca na ata da sua última reunião, divulgada nesta quinta-feira (6), pelo Banco Central, que o cenário central também contempla expansão moderada do crédito. O Comitê considera oportunas iniciativas no sentido de moderar concessões de subsídios por intermédio de operações de crédito. A ata informa também que a política monetária deve contribuir para a consolidação de um ambiente macroeconômico favorável em horizontes mais longos.

Nesse sentido, reitera que, no regime de metas para a inflação, o Copom orienta suas decisões de acordo com os valores projetados para a inflação pelo Banco Central e com base na análise de cenários alternativos para a evolução das principais variáveis que determinam a dinâmica dos preços.

O Comitê entende, também, que riscos baixos para a inflação subjacente no curto prazo tendem a reduzir incertezas em relação ao comportamento futuro da inflação plena, facilitam a avaliação de cenários por parte da autoridade monetária, assim como auxiliam no processo de coordenação de expectativas dos agentes econômicos, em particular, dos formadores de preços.

Leia mais: Previsão de inflação para 2013 aumenta, informa Ata do Copom

Segundo o texto, os riscos baixos para a inflação subjacente no curto prazo tendem a potencializar os efeitos das ações de política monetária, fazendo com que elas possam afetar de forma mais duradoura a dinâmica da inflação plena no futuro.

Embora reconheça que outras ações de política macroeconômica podem influenciar a trajetória dos preços, o Copom reafirma sua visão de que cabe especificamente à política monetária manter-se especialmente vigilante, para garantir que pressões detectadas em horizontes mais curtos não se propaguem para horizontes mais longos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.