Tamanho do texto

Das oito classes de despesas analisadas, cinco registraram decréscimo em suas taxas de variação de preços, da terceira quadrissemana do mês para a quarta

Agência Estado

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) ficou em 0,32% no encerramento do mês de maio, informou nesta segunda-feira, 3, a Fundação Getulio Vargas (FGV), desacelerando ante a última leitura de abril, que registrou alta de 0,52%. No acumulado de 12 meses até maio, o indicador subiu 5,96% e, no ano, de 2,93%.

Na comparação com a terceira quadrissemana do mês passado, houve um recuo de 0,08 ponto porcentual do IPC-S, já que, na ocasião, a taxa fora de 0,40%.

Das oito classes de despesas analisadas, cinco registraram decréscimo em suas taxas de variação de preços, da terceira quadrissemana do mês para a quarta: Saúde e Cuidados Pessoais (1,26% para 0,72%), Alimentação (0,54% para 0,36%), Vestuário (0,96% para 0,91%), Transportes (-0,15% para -0,19%) e Despesas Diversas (0,24% para 0,20%).

No sentido contrário, registraram acréscimo os grupos Habitação (0,24% para 0,39%) e Comunicação (-0,04% para 0,10%). Educação, Leitura e Recreação repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, 0,28%. O IPC-S divulgado nesta manhã pela FGV é referente aos preços coletados entre os dias 1º e 31 de maio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.