Tamanho do texto

Pesquisa mostra maior poder feminino, mas responsável questiona: "elas querem isso?"

Mulher faz compra em supermercado do Jardim Ângela (SP):
Paulo Liebert/AE
Mulher faz compra em supermercado do Jardim Ângela (SP): "poder também pode ser um ônus"

As mulheres decidem as compras do supermercado em 86% dos lares, e em 79% deles são também as responsáveis por escolher as viagens de férias da família, afirma pesquisa do instituto Data Popular feita com 800 homens casados, em 44 cidades brasileiras, no último trimestre do ano passado.

- Veja: dados mostram que ascensão da classe C incomoda consumidores da elite

O levantamento mostra ainda que 71% dos maridos admitem que as esposas são as principais responsáveis por escolher as próprias roupas deles. Além disso, são elas que batem o martelo na compra do carro da família em 58% dos casos, dado que varia para 53% quando o bem em questão é o computador da casa.

"Cada vez mais, a ida da mulher ao mercado de trabalho dá a ela uma posição ativa em casa", afirma Renato Meirelles, responsável pelo levantamento no Data Popular. "Além disso, coloca o marido numa posição de não querer encrenca, até porque muitas vezes ela ganha mais que ele", diz o pesquisador.

Meirelles acredita que a pesquisa "revela uma certa acomodação dos maridos", diz. "Muitas vezes, as mulheres trabalham, mas eles não fazem as tarefas domésticas. Ou seja, elas acabam fazendo jornada dupla", afirma.

"É um empoderamento feminino, mas também é um ônus. Quem falou que elas querem decidir esse tipo de coisa", questiona.

Entre os pesquisados, 61% afirmam que a esposa confere sua conta no banco e sabem exatamente o que eles ganham; 71% dizem preferir mudar de opinião para não brigar com a esposa; e 79% têm certeza que a esposa possui dinheiro guardado sem ele saber.

"No fim, a pesquisa mostra que os maridos revelam que, em muitos casos, é a esposa que manda", conclui Meirelles.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.