Tamanho do texto

Primeira reunião do comitê no ano tem decisão unânime e aponta piora na inflação

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central manteve nesta quarta-feira, em decisão unânime, a Selic em 7,25% ao ano, recorde histórico de baixa.

Foi a segunda vez seguida que o Copom não mexeu na taxa básica de juros, depois de uma sequência de dez cortes.

Comunicado do Copom

"Considerando o balanço de riscos para a inflação, que apresentou piora no curto prazo, a recuperação da atividade doméstica, menos intensa do que o esperado, e a complexidade que ainda envolve o ambiente internacional, o Comitê entende que a estabilidade das condições monetárias por um período de tempo suficientemente prolongado é a estratégia mais adequada para garantir a convergência da inflação para a meta", informou o Copom.

Taxa Selic

Evolução da taxa básica de juros da economia

Gerando gráfico...
Banco Central


Em linha com o mercado

A decisão está em linha com a projeção do mercado financeiro. Analistas ouvidos pelo iG também dizem ser grande probabilidade de seguir a mesma estratégia nas demais reuniões ao longo de 2013. Se isso ocorrer, e a taxa de juros permanecer inalterada, será a primeira vez na história desde a criação do Copom em junho de 1996, que os juros ficariam em um mesmo patamar por um período próximo a 12 meses.

Segundo analistas, as projeções recentes que apontam um crescimento não tão robusto em 2013 com a inflação voltando a ganhar força deve fazer com que a autoridade monetária mantenha inalterada a Selic. Nesse cenário, subir os juros para conter a inflação poderia afetar o ritmo de recuperação da economia.

* Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.