Tamanho do texto

Ministro das Finanças da Arábia Saudita prevê queda nos preços da commodity

Agência Estado

Uma produção maior de petróleo em várias nações produtoras pode exercer pressão baixista sobre os preços internacionais da commodity em 2013, prejudicando o superávit fiscal da Arábia Saudita, disse o ministro de Finanças do país, Ibrahim al-Assaf, neste domingo.

No sábado, o país divulgou orçamento que prevê gastos totais em 2013 de 820 bilhões de riais sauditas (US$ 219 bilhões), mantendo o programa de investimentos governamentais lançado no rescaldo da Primavera Árabe.

A Arábia Saudita terá um superávit de 386 bilhões de riais em 2012 devido à receita com vendas de petróleo, mas ele deve diminuir para apenas 9 bilhões de riais em 2013, refletindo as previsões conservadoras para os recursos obtidos com a comercialização da commodity no ano que vem.

"As condições econômicas globais e o aumento da produção em alguns países podem ter efeitos negativos sobre os preços e o nível de produção na Arábia Saudita", disse Assaf ao canal de televisão de Dubai Al Arabiya. "É por isso que é melhor ser conservador", afirmou.<p><p>A receita obtida pelo país com o petróleo deve chegar a 1,24 trilhão de riais este ano, bem acima dos níveis previstos quando o reino elaborou o seu orçamento de 2012 um ano atrás. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.