Tamanho do texto

Governo quer faturar R$ 16 bilhões em Cox's Bazar, mas falta planejamento aos projetos

Ativistas afirmam que hotéis não tinham autorizações para serem construídos
BBC
Ativistas afirmam que hotéis não tinham autorizações para serem construídos

A praia de Cox's Bazar, no Sudeste de Bangladesh, é uma das maiores praias do mundo, com 125 quilômetros ininterruptos de areia.

Mas ambientalistas temem que o mais popular destino turístico de Bangladesh, que atrai milhões de visitantes anualmente (a maioria deles turistas bengaleses), esteja ameaçado.

O governo bengalês tem planos ambiciosos de atrair mais turistas internacionais ao país e, com isso, faturar o equivalente a mais de R$ 16 bilhões nos próximos dez anos.

Diante do crescente potencial turístico da região, empreiteiros estão investindo na construção de novos e modernos edifícios com vista para a bela praia bengalesa, mas o problema é que muitas das edificações estão sendo feitas sem o planejamento adequado.

De acordo com os ativistas, centenas de edifícios que estão sendo construídos perto da praia já estariam tendo um impacto negativo sobre o meio ambiente local.

Os ativistas afirmam que muitos dos hotéis, sedes governamentais e estabelecimentos comerciais erguidos recentemente não contavam com autorizações para serem construídos.

Mesmo depois de uma ordem judicial exigindo que varias construções em Cox's Bazar fossem demolidas, muitas ainda permanecem de pé.

Centenas de edifícios em construção já estariam tendo impacto negativo sobre o meio ambiente local
BBC
Centenas de edifícios em construção já estariam tendo impacto negativo sobre o meio ambiente local


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.