Tamanho do texto

Motivo seria a falta de consenso político para resolver dívida pública no longo prazo

Agência Estado

A agência de classificação de risco chinesa Dagong Global Credit Rating colocou o rating soberano dos EUA em revisão para possível rebaixamento, citando o que chamou de "falta de consenso político" para resolver o problema da crescente dívida pública no longo prazo . Atualmente a agência atribui rating de longo prazo em moeda local e estrangeira "A" para os EUA, com perspectiva negativa.

Em comunicado divulgado no seu website, a agência afirma que democratas e republicanos insistem em propostas fiscais que favorecem apenas seus próprios interesses, o que dificulta um consenso de longo prazo para resolver o problema da dívida do país. Segundo a Dagong, a dívida pública norte-americana deve subir para 105% do PIB no fim deste ano.

"Sem um plano fundamental e medidas para melhorar a solvência, o governo dos EUA não parece disposto a pagar suas dívidas, e a depreciação da dívida em circulação em função da monetização da dívida já indica uma tendência implícita de default", afirma a Dagong.

A agência diz que 2013 será um ano difícil se não houver um acordo no Congresso para evitar o chamado abismo fiscal - uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos automáticos. "A economia dos EUA provavelmente entraria em recessão, e permaneceria frágil no longo prazo, o que enfraqueceria ainda mais as bases materiais para o governo pagar sua dívida".

A agência chinesa havia rebaixado o rating dos EUA em agosto de 2011, após o impasse no Congresso para elevar o teto da dívida. Agora a Dagong afirma que vai ajustar a nota soberana do país "de acordo com as circunstâncias reais, para refletir a solidez da dívida do governo federal".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.