Tamanho do texto

Levantamento elevou a projeção para a inflação medida pelo IPCA neste ano para 5,69% ante estimativa anterior de 5,6% apurada na pesquisa da semana passada

Reuters

O mercado voltou a elevar suas estimativas para inflação do Brasil em 2012 e 2013 e reviu para baixo sua previsão para o crescimento da economia no próximo ano, segundo pesquisa Focus, do Banco Central, divulgada nesta segunda-feira.

O levantamento elevou a projeção para a inflação medida pelo IPCA neste ano para 5,69% ante estimativa anterior de 5,6% apurada na pesquisa da semana passada. Já a expectativa para o índice em 2013 passou de 5,42% para 5,47%.

Subiram ainda as estimativas para o IGP-M, índice utilizado para reajustar contratos de aluguel. O Focus mostrou que a mediana das expectativas para o IGP-M em 2012 passou de 7,62% para 7,71%, na terceira alta consecutiva. Há quatro semanas, estava em 7,55%. A projeção para o indicador em 2013 também aumentou, de 5,29% para 5,33%. Quatro semanas antes, estava em 5,12%.

LeiaMercado reduz pela quinta vez seguida as previsões para o crescimento do PIB

Para o IGP-DI, a mediana de 2012 subiu de 7,86% para 8,13%, a terceira alta seguida. Há um mês, o número estava em 7,66%. Para 2013, a projeção passou de 5,27% para 5,36%, também a terceira elevação de uma semana para outra. Um mês antes, a projeção estava em 5,17%. A trajetória de elevação foi observada ainda no IPC da Fipe, cuja mediana para 2012 subiu de 4,90 % para 4,91%. Há quatro semanas, o dado estava em 4,76%. Para 2013, a projeção do mercado para o IPC da Fipe segue em 4,95%. Há um mês era de 4,90%.

O mercado manteve pela nona semana consecutiva a projeção para a alta dos preços administrados - tarifas públicas - em 2012, em 3,50%. Para 2013, a mediana prevista continua com previsão de alta de 3,50%. Há um mês, o número estava em 3,30%.

A expectativa dos analistas consultados para o Produto Interno Bruto do Brasil em 2012 se manteve em crescimento de 1%, mas o prognóstico para 2013 foi revisto de expansão de 3,4% para crescimento de 3,3%.

TambémPrévia do PIB inicia 4º trimestre com alta de 0,36% em outubro, afirma BC

A projeção para o desempenho do setor industrial em 2012 continua negativa, mas desacelerou a queda de 2,32% para 2,31%. Para 2013, economistas preveem avanço industrial, mas a previsão de expansão caiu novamente, de 3,70% para 3,50%.

Na quinta-feira passada, o BC divulgou que sua previsão para o crescimento do PIB em 2012 havia caído a 1%, ante 1,6% estimado anteriormente, ao mesmo tempo em que elevou suas contas sobre a inflação neste ano. O BC, porém, viu arrefecimento no preços em 2013.

No relatório divulgado nesta segunda-feira, a estimativa do mercado para a taxa básica de juros (Selic) foi mantida em 7,25% para 2013, mesmo percentual estimado para a taxa em janeiro.

Câmbio

O mercado financeiro manteve as projeções para o câmbio para este ano e em 2013 no relatório Focus, distribuído na manhã desta segunda-feira pelo Banco Central. Conforme o levantamento, a estimativa para o dólar neste fim de ano segue em R$ 2,08. Há quatro semanas, a projeção estava em R$ 2,03.

Para o fim de 2013, a projeção também segue em R$ 2,08. Um mês antes, a cifra estava em R$ 2,02. O câmbio médio esperado pelo mercado foi mantido em R$ 1,96 para 2012 e em R$ 2,08 para 2013. Quatro semanas antes, a mediana para os dois indicadores estava em R$ 1,95 e R$ 2,03, respectivamente.

(com AE)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.