Tamanho do texto

Proposta do governo aumentará o aproveitamento de crédito desses dois tributos e faz parte de reforma tributária

Agência Estado

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, prometeu nesta quarta-feira, a ampliação do processo de redução da carga tributária no País. Segundo ele, a redução dos tributos no Brasil está apenas começando. O ministro informou, durante café da manhã com a imprensa, que o governo vai começar já em 2013 com o processo de reforma do PIS e da Cofins. Ele antecipou que, entre esta semana e a próxima, o governo vai apresentar uma Medida Provisória para mudar o PIS e a Cofins.

LeiaMantega: "certamente" preço de combustíveis aumentará em 2013

Nessa proposta, o governo aumentará o aproveitamento de crédito desses dois tributos. Ele disse que essa é uma parte importante da reforma tributária, mas ponderou que é preciso prazo de noventena para que a medida entre em vigor. Mantega destacou ainda que vai encaminhar ao presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), senador Delcídio do Amaral (PT-MS), proposta de mudança no ICMS. Ele se mostrou confiante na aprovação pelo Congresso das mudanças no ICMS.

VejaBrasil está preocupado em reduzir custo de produzir no país, diz Dilma

"Acho que vamos aprovar, há grande chance". O ministro informou também que a previsão das desonerações tributárias em 2013 é de R$ 40 bilhões. Para este ano, o ministro estimou que o governo desonerou R$ 45 bilhões. Ele destacou que tudo que o governo deixar de pagar com os juros, vai compensar diminuindo tributos. "Só podemos fazer grandes desonerações, porque o custo financeiro caiu", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.