Tamanho do texto

No total, foram vendidos 1.972 imóveis novos na cidade de São Paulo em outubro. No acumulado do ano até outubro, as vendas atingiram 21.176 unidades

Reuters

As vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo totalizaram 1.972 unidades em outubro, um recuo de 46,3 por cento na comparação com setembro, informou nesta segunda-feira o sindicato da habitação na capital paulista, Secovi-SP.

No período, o valor global de vendas (VGV) totalizou 940 milhões de reais em outubro, 30,4 por cento menor do que o resultado de setembro. O segmento de dois dormitórios continuou liderando as vendas, com 56,6 por cento por cento do total comercializado naquele mês.

A entidade não divulgou dados comparativos mensais com o mesmo período em 2011.

Veja também:  Crédito para imóveis já supera o de carros

No acumulado do ano até outubro, as vendas atingiram 21.176 unidades, queda de 3,3 por cento ante igual período de 2011. O VGV do período caiu 6,9 por cento, na mesma base de comparação, para 10,3 bilhões de reais.

"Apesar de não repetir os resultados de setembro, está mantida a percepção de retomada de crescimento", disse o Secovi, em nota. Em setembro, as vendas dispararam 97,5 por cento ante agosto. Segundo o sindicato, tradicionalmente o mês de outubro não repete o desempenho do mês anterior.

Por outro lado, "a redução de atividades econômicas de forma globalizada contribuiu para a timidez na desenvoltura da economia brasileira e,consequentemente, do mercado imobiliário neste ano", afirmou, em nota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.