Tamanho do texto

Para o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, o dia em que a "Economist" nomear ministro no Brasil deixaremos de ser uma República

Agência Estado

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, reagiu na manhã desta sexta-feira à sugestão da revista britânica "The Economist", de demissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, por causa do baixo crescimento do PIB brasileiro no terceiro trimestre.

Revista "The Economist" sugere demissão de Guido Mantega, da Fazenda

"No dia em que a "Economist" nomear ministro no Brasil deixaremos de ser uma República", disse Pimentel, ao chegar para a abertura do Fórum Empresarial do Mercosul, em Brasília. O ministro disse que o País está em processo de construção do crescimento e que no próximo ano a taxa será mais alta do que a média mundial. Para Pimentel a revista britânica foi "um pouco precipitada".

Ele falou também sobre as recentes medidas para facilitar a entrada de dólares no País. O ministro disse que, toda vez que o mercado agir claramente contra a taxa de câmbio, o governo vai intervir para impedir que isso prejudique a competitividade. "Mas o câmbio continua flutuante", ressaltou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.