Tamanho do texto

Ministério da Justiça acusou marca de propaganda enganosa por "não ser à base de stevia"

A empresa Stevia Brasil Indústria Alimentícia, multadas no início da semana por suposta publicidade enganosa , rebateu a acusação nesta sexta-feira. Segundo o Ministério da Justiça, a marca Stevip induzia o consumidor a "acreditar que adquiria um produto à base de edulcorantes naturais de steviosídeo (stevia), quando a quantidade da substância que dava nome ao produto era mínima". Acontece que, de acordo com a companhia, o adoçante é 100% feito com stevia.

- Entenda: Stevia e Gold Nutrition são multados por propaganda enganosa

"O anuncio veiculado nos meios de comunicação causou surpresa à empresa, que irá recorrer da decisão resultante em multa", afirmou Paula Sangiovanni, engenheira de alimentos da Stevia.  Segundo ela, após notificação da Anvisa de 2008, a empresa lançou uma marca chamada Líder, feita com uma mistura de edulcorantes, "transformando o adoçante Stevip em 100% edulcorante Stevia".

O Ministério da Justiça também havia multado a Gold Nutrition, na mesma ação. Segundo o órgão, além da questão da matéria prima, os rótulos não eram claros nas informações. As multas, somadas, chegaram a R$ 325.510.

A Gold Nutrition já havia enviado nota ao iG para se posicionar. "A Wow Nutrition, fabricante dos adoçantes Gold Premium Sweet e Doce Menor, informa que o produto Doce Menor STEVIA MIX, já não é comercializado pela empresa desde Fevereiro/2011 e durante seu período de comercialização, o produto esteve de acordo com a legislação vigente", dizia o comunicado.

A Stevia também rebate a acusação de que o rótulo não tinha informações suficientes sobre a composição do produto. "No ano da notificação, o adoçante da marca Stevip apresentava-se registrado no Ministério da Saúde e também trazia em seus dizeres de rotulagem todos edulcorantes presentes na fórmula", afirma a nota da empresa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.